Toolkit Creative MED: uma ferramenta para a Smart Specialisation ao serviço das estratégias regionais

Toolkit Creative MED: uma ferramenta para a Smart Specialisation ao serviço das estratégias regionais

O toolkit CreativeMED, ferramenta de “auto-diagnóstico” para ajudar as regiões a elaborarem as suas estratégias de desenvolvimento baseadas na Smart Specialisation e um dos principais objectivos do projecto, já está disponível online. Em http://toolkit.creativemed.eu pode consultar oportunidades, necessidades e recursos disponíveis a nível local e regional, o que permitirá a adopção de boas práticas de sucesso, experiências, metodologias, maximizar a criatividade intra-regional, aumentar a divulgação de conhecimentos inter-regionais para a inovação e avaliar a consistência e coerência de acções propostas.

De consulta pública, o toolkit, concebido sob a orientação dos parceiros da Universidade de Valência, é particularmente útil para actores locais, decisores políticos regionais, formuladores de políticas regionais, investigadores, empreendedores e empresários. Na plataforma é possível aceder a um conjunto de indicadores, comparar regiões, identificar as condições regionais para o desenvolvimento e detectar os pontos fortes e fracos das regiões . Para além deste diagnóstico, é possível consultar a biblioteca, com informação acerca de intervenções específicas (experiências de projectos bem sucedidos e outras boas práticas), sendo a pesquisa passível de ser feita de acordo com critérios concretos (custos, necessidade de governança, tipo de inovação…)

Sumário Executivo do Livro Branco CreativeMED disponível em português

O Sumário Executivo do Livro Branco (White Paper), documento final do projecto CreativeMED exarado da experiência entretanto adquirida através das parceiras locais e trans-regionais e da análise cuidada das boas práticas de projectos MED prévios, já está disponível em português. A versão integral do documento em português será igualmente disponibilizada.

O documento aponta para um “modelo de inovação mediterrânico” e visa dar um contributo substancial para a compreensão da potencial contribuição da inovação para o bem-estar regional, bem como para os processos políticos através dos quais se atinge esse objectivo, com especial ênfase nas necessidades e potencialidades do Mediterrâneo.

Consulte aqui: CreativeMED White Paper SE PT

Estudo: The Role of Cities in Cohesion Policy 2014-2020

A pedido do Comité de Desenvolvimento Regional da União Europeia, o Directorado Geral de Politicas Internas realizou um estudo acerca do Papel das Cidades nas Políticas de Coesão (“The Role of Cities in Cohesion Policy 2014-2020”).

Lançado em Setembro, o documento sublinha a importância das regiões urbanas no desenvolvimento regional, que terá destaque na política de coesão do próximo período de programação (2014-2020).

Consulte aqui: The role of cities

Estratégia de Especialização Inteligente para o Alentejo nos Open Days 2014

Estratégia de Especialização Inteligente para o Alentejo será apresentada pelo INALENTEJO nos Open Days 2014 em Bruxelas no próximo dia 7 de Outubro.

A sessão realizar-se-á no workshop “Addressing the challenge of sustainable and secure supply of Raw Materials for Europe: how can Regions be in the front line?“, que terá lugar no Centre Borschette. Estarão igualmente presentes representantes da CEVALOR, Associação Valor Pedra e SOMINCOR, a apresentar as melhores práticas regionais de inovação.

Open Days Brussels

Workshop: Cooperação transnacional em especialização inteligente

Decorreu ontem, dia 01 de Outubro de 2014, na sala de docentes do Colégio Espírito Santo, um Workshop dedicado à cooperação transnacional no domínio da especialização inteligente entre o Alentejo e a Extremadura. Sob o título “O Papel das Instituições de Ensino Superior como Motores da Especialização Inteligente“, o workshop foi dividido em duas partes, tendo a primeira sido dedicada ao ensino superior e a segunda à apresentação das estratégias regionais do Alentejo e Extremadura.

WorkshopS3 1

Uma primeira parte contou com a participação de John Goddard (Universidade de Newcastle), que na sua comunicação destacou o papel das universidades na delineação de processos estratégicos e de governança, e Alberto Amaral (Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior), que apresentou alguns dados estatísticos do ensino superior em Portugal.

A segunda parte do evento foi dedicada à apresentação das estratégias de especialização inteligente das regiões do Alentejo e Extremadura.

Tendo criado uma marca, a Extremadura foi a primeira região a finalizar e apresentar a sua estratégia à União Europeia. Víctor Píriz Maya, director da Fundación Fundecyt, sublinhou a importância de criar uma marca – a one (Organizando una Nueva Extremadura) – que permitiu um maior reconhecimento e uma governança participativa activa. Empenhada quer num processo bottom-up (de participação geral da comunidade) e top-down (de informação e apoio político), a estratégia de especialização inteligente delineada assenta nos pilares da energia limpa, turismo, TIC, agricultura e saúde.

A estratégia alentejana, ainda em processo de elaboração, foi apresentada pelo Secretário Técnico da CCDRA Luís Castilho. Não estando ainda o processo finalizado e o documento final redigido, foi destacada a importância de cada região “descobrir o seu ADN”.

WorkshopS3 2

Pode consultar a já finalizada estratégia S3 da Extremadura aqui: Estrategia_RIS3_Extremadura

Para mais informações sobre os processos de especialização inteligente de ambas regiões aceda a http://one.gobex.es e www.ccdr-a.gov.pt

Workshop sobre especialização inteligente e cooperação transnacional

Workshop sobre especialização inteligente e cooperação transnacional

O Papel das Instituições de Ensino Superior como Motores da Especialização Inteligente” é o tema do workshop que irá decorrer amanhã, dia 1 de Outubro, no Colégio Espírito Santo da Universidade de Évora, a partir das 09h00.

As principais intervenções estarão a cargo dos Professores John Goddard (Universidade de Newcastle) e Alberto Amaral (Presidente da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior). No evento serão discutidas temáticas como o papel das universidades nas estratégias de especialização inteligente e oportunidades de cooperação transnacional e serão apresentadas algumas estratégias que têm vindo a ser desenvolvidas.

Seminário sobre Smart Specialization em Outubro, Genebra

Seminário sobre Smart Specialization em Outubro, Genebra

Com vista a um desenvolvimento sustentável, a Assembleia Geral das Nações Unidas coloca na agenda a Smart Specialisation. No seminário “Smart Specialization: Strategies for Sustainable Development” (Smart Specialisation: Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável), sociedade civil, empresarial e académica discutem novas políticas inovadoras capazes de optimizar os recursos, aumentar a produtividade e construir parcerias.

Dividido em 4 painéis, o seminário discutirá: 1) Porquê, o quê e como? 2) Lacunas nas políticas 3) Capacitação para a acção 4) Colaboração transfronteiriça e Agenda Global.

O evento decorre nos dias 16 e 17 de Outubro no Palácio das Nações em Genebra, Suiça.

Consulte aqui o flyer do evento: Flyer3 Smart Specialization

Registe-se em http://www.unece.org/index.php?id=35927

Primeiras reuniões do Heritage Living Lab em Évora

Primeiras reuniões do Heritage Living Lab em Évora

O projecto europeu CreativeMED visa estabelecer e comprovar alguns dos princípios de aplicação da Smart Specialisation (especialização inteligente), procura dar uma consistência prática ao documento final (white paper) que estabelece as linhas gerais em que o futuro programa MED deve assentar.

O objectivo é a criação, em Évora, de um “laboratório vivo” (living lab) em que participem todos os interessados. Na passada sexta-feira, no âmbito desse projecto, na Universidade de Évora, teve lugar uma reunião em que várias instituições da cidade discutiram as condições de criação desse laboratório, ancorado na cultura e no património. Este processo estará concluído em Setembro e dele será dado conta a todos os interessados aos quais a Universidade agradece, desde já publicamente, a sua participação:

ADRAL – Associação de Desenvolvimento Regional do Alentejo; AJASUL – Associação dos Jovens Agricultores do Sul; Alfamicro – Sistemas de Computadores; ANJE/NE – Associação Nacional de Jovens Empresários; Câmara Municipal de Évora; CCDRA – Comissão de Coordenação Regional e Desenvolvimento Regional do Alentejo; Direcção Regional da Cultura do Alentejo; Entidade Regional de Turismo do Alentejo; Fundação Alentejo / Escola Profissional do Alentejo; ICAAM – Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas; PCTA – Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo.

SAMSUNG CAMERA PICTURES